dissabte, 19 de maig de 2012

Portugal, ora vens !!

« Pois, pois » fui para Portugal, com uns amigos, curtir umas prainhas antes do verao terminar aqui na Europa. Essa viagem não foi esperada pela minha parte, já que decidi viajar com meus amigos 2 dias antes do dia da viagem deles. Não podia passar o verao sem uma praia…. E momentos inesperados sao sempre bem vindos. Nosso plano : Ir para Lisboa, na casa de uma amiga, e depois descer pela costa de carro e ir acampando, até a Algarvia, ponto mais ao Sul de Portugal entre o Oceano Atlantico e o Mediterraneo.

Quarta feira :

Chegamos na quarta feira em Lisboa, no começo da tarde. Dia de Sol, perfeito pra fazer um turismo o resto do dia… quando chegamos, fomos ver o que iriamos almoçar, entao fomos ao supermercado Pingo Doce, se lembre desse nome porque todas as vezes que eu falar sobre supermercado nessa viagem sera no Pingo Doce. Hehe. Eles tem um restaurante – pizzaria- pastelaria, diriamos que é do povao, com os preços muito acessiveis. Comemos e fomos pro centro da cidade de metro, Lisboa tem só umas quatro linhas de metro, os bilhetes da passagem sao impressos em um papel tipo cartao que voce pode carregar na maquina quando precisar, uma maneira de evitar o desperdicio. Chegando no centro, descemos a rua Augusta, que na verdade é uma passarela interditada pra veiculos, e fomos em direcao ao mar. Lisboa fica no início de uma baía, mas ninguem toma banho ali, o pessoal vai pra outras praias a uns 30 minutos da cidade… no final da rua Augusta tem um Arco do Triunfo, que como praticamente todos os monumentos e edificaçoes em Liboa, passou por diversas reconstrucoes devido a terremotos que atingiram a cidade ao longo de sua historia. Logo depois tem a Praça do Comércio,
umas das maiores da Europa é a porta de entrada nobre da cidade e esta rodeada de departamentos do governo portugues, no centro da praça esta o monumento de Dom Jose 1, é uma vista muito bonita. Passamos pela Camara Municipal e começamos a subir em direçao ao Castelo de São Jorge, que fica no ponto mais alto da cidade. Subindo por algumas das 7 colinas que formam a capital de Portugal passamos por lugares interessantes, como a Sé de Lisboa e a vista ao mosteiro de Sao Vicente de Fora.
O bondinho eletrico, pequeno e com desing antigo, subindo e descendo as ladeiras, é um dos charmes da cidade. A vista vai ficando cada vez mais bonita conforme subimos, passando por ruelas de paralelepípedo, chegamos ao Castelo de Sao Jorge, « brincadeiras basicas entre os presentes matadores de dragao », mas o castelo ia fechar em menos de 1 hora, entao nao valia a pena entrar. Começamos a descer em direçao ao Baixo Chiado no por do Sol, a luz estava muito boa! Passamos pela estatua de Dom Joao 1 tinha uma galera andando de skate street na praça, imagem legal… ainda passamos pela estatua de Fernando Pessoa, que fica em frente ao Café Brasileira, no Largo Chiado, lugar onde ele sentava para escrever e conversar com amigos. A noite fomos para o Bairro Alto, lugar com varios bares e restaurantes, galera tomando cerveja e caipirinha do lado de fora dos bares, alguns lugares tocando musica brasileira boa como sambinha e mpb.

 Quinta Feira :

 Na quinta- feira fomos ao bairro de Santa Maria de Belem, a oeste de Lisboa. Caminhando em direçao ao Mosteiro de Jeronimo passamos pela pastelaria Pasteis de Belem, muito famosa na cidade, porem no horario em que passamos estava muito cheia, com uma fila de umas 15 pessoas… entao acabamos desistindo, algo que ficou pra proxima vez com certeza ! Portugal é o país que realmente mais se parece com o Brasil na Europa, eles tem muitos doces e salgados, e a culinaria é bastante rica, com muitos pratos marinhos. Passamos pelo Mosteiro de Jeronimo, local de acolhimento e de sepultura de reis e poetas, é considerado como um “Parimonio Cultural de Toda Humanidade” pela UNESCO e fomos ao monumento dos Descobridores, grande monumento na beira do rio, homenageando os desbravadores de oceanos, um dos motivos do portugues ser lingua oficial em 10 países, esse monumento é um dos unicos que foram construidos recentemente, diga-se nos ultimos 100 anos. Seguindo pela beira do mar, chega-se a Fortaleza de Nossa Senhora da Luz, um forte construido por volta de 1500 com intencao de tornar a defesa do país mais eficaz. No final do dia, resolvemos ir ao Museu Nacional de Arte Antiga, é o museu mais importante de arte dos séculos XII a XIX em Portugal.. Chegamos as 17 :30, nao sabiamos se tinhamos que pagar pra entrar, entao fui perguntar a recepsionista se tinha que pagar pra entrar no musseum e ela responde : « a partir de agora é de graça ! » hehe, das 17 :30 ate 22 hrs era entrada gratuita ! Fizemos o nosso tour um pouco apressados ja que tinhamos que chegar em casa no maximo as 20hrs porque iamos jantar um belo de um bacalhau feito pela mae da nossa amiga portuguesa! Uma das exeçoes do meu vegetarianismo… hehe… ir pra Portugal e nao comer bacalhau é como ir pra Italia e nao comer pizza … depois da janta de primeira, encontramos com o casal que nos acompanharia na viagem pela costa de Portugal, eles tinham uma mini van, sem os ultimos bancos, o que tornou-se extremamente util !

 Sexta-feira :

 Na sexta-feira ja acordamos com uma convicçao, hoje ia ser um dia de praia, mesmo que a trip começasse no Sabado de manha. O pessoal todo morava em Londres e ja estava louco pra entrar no mar e ir pra uma praia com Sol e calor ! Fomos para Peniche, ao norte de Lisboa, é uma praia que costuma ter ondas mas estava fraco no dia. No meio da tarde fomos em direçao a Sao Juliao, praia que estava rolando surf, no meio do caminho passamos pela Boca do Inferno,mas a foto que tinha visto no folheto de turismo era muito mais bonita do que realmente é…. Quando ve depende da maré… hehe…. Em Sao Juliao ondas boas ! A costa de Portugal é toda de penhascos e com as praias nos espaços que sobram, bastante bonito. Noite de aniversario de conhecidos de conhecidos e volta na noite de Lisboa….

 Sabado :

 
Sabadão rima com turistão fazendo o mochilão (já fui melhor em piadas…), galera reunida cedo na manha pra botar o pé na Estrada. Decidimos que seria melhor ir direto ao Sul do país, pra região de Algarve, porque o tempo estaria melhor nessa parte do país nos proximos dias. E logo subiriamos pela costa até Lisboa. Apos 3 horas de viajem chegamos em Lagos, e claro que fomos direto pra praia. Fomos pra “ Meia Praia “, uma praia com ondas e agua definitivamente mais quente. Depois da praia fomos procurar um camping pra ficar, em busca do melhor preço encontramos o Camping Trindade no centro da cidade, era um lugar muito arborizado mas no meio da cidade, apesar de não estar 100% em contato com a natureza a ubicação compensava. Na noite rolou uma festinha na beira da praia em um lugar de eventos com piscina.

 Domingo :

 No domingo fomos pra uma cidade ao lado de Lagos, chamada Portimão, cidade bem turistica tornando-se logo cosmopolita e de noite agitada… de dia fomos pra “ Praia da Rocha “, principal praia da city, obviamente estava bem cheia de turistas, mas estava boa assim mesmo hehe. A noite fomos pro centro de Portimao, onde tem alguns clubs e bares…

 Segunda-feira :

 Segunda- feira partimos para o ponto mais ao Sul de Portugal, Sagres. Onde nos encontramos com um forte na ponta do país sobre um penhasco. O Forte é um ponto turistico onde é possivel fazer um tour, porem não o fizemos…hehe… descemos pelas pedras e encontramos uma praia particular, nao tinha mais ninguem e ninguem podia nos ver de cima….
Na noite fomos tomar banho em uns tanques de lavar roupa gigantes, era onde tinha agua doce disponivel… comemos em um restaurante (que nao lembro o nome) bem legal, indicado por 2 locais que nos acompanharam na tarde e noite, depois decidimos que durmiriamos em algum estacionamento aberto nas barracas atras dos carros perto da próxima praia, “Praia da Amureira “…

 Terça-feira :

 Na terça-feira fomos acordados pela polícia muito cedo, para sermos meramente avisados, eu disse “avisados “, que alem daquele lugar que estavamos ser um espaço do estacionamento, aquela era uma área de protecao ambiental e que portanto, aquilo que tinhamos acabado de fazer era uma infração sujeita a uma multa de 2500.00€, mas como eu disse eles so avisaram agente e foram embora.
Alivio geral, fomos para a Praia da Amureira, onde diz a lenda que rolam altas ondas… Como reza a lenda, o mar estava bom pro surf… Na noite iamos para “Zambujeira do Mar“ porem para adiantar a viagem fomos direto para “Vila Nova MilFontes”, ficando no camping MilFontes, evitando mais um susto como o de manhã...

 Quarta-feira :

 No penúltimo dia de viagem, quarta-feira, de dia fomos pra praia de Milfontes, na verdade não me lembro o nome da praia, mas sao umas 3 ou 4 praias divididas por pedras na frente da cidade… é bem legal porque essas pedras normalmente tem uma trilhazinha pra ligar as praias com escadinhas de rocha e tudo… com as aguas tranquilas alugamos uns caiaques e saimos pra remar, praia bem agradavel, na tarde fomos para uma praia cercada de rochas com diversas
formas e desenhos feitos pela mudança de temperatura e pressao no decorrer dos anos, andando pela costa de pedras conseguimos encontrar uma prainha particular... na noite fomos pra “Porto Corvo“ , cidadezinha turistica com um centrinho bem simpático, com direito a feirinha, show de palhaço e restaurantes bons para jantar… Após isso fomos durmir na praia de São Torpes, atrás de um estacionamento ( dessa vez não tinha como dar errado… conhece esse pensamento ?hehe)….

 Quinta-feira :

 Na quinta-feira fomos acordados ….. pelo Sol batendo nas nossas barracas, hehehe… dessa vez nao teve problema…. A praia de São Torpes estava ruim entao fomos para a Lagoa de Santo Andre. A Lagoa de St Andre é bem legal porque fica na beira da praia, separada apenas por uma dunazinha de areia do mar, é uma praia bem tranquila. Na tarde fomos
para a Praia da Comporta, essa praia é bem conhecida pela frequencia de celebridades, portanto, celebridades que somos, nao podiamos deixar de passar por ali… hehe… é uma praia extensa e larga, acho q a fama dela se deve a estar bem perto de Lisboa… cidade onde regressamos na noite. Na noite fizemos festinha.

 Sexta-feira :

 Dia do retorno a Londres, nosso voo saia na tarde entao ficamos descansando na manha… chegamos no aeroporto em cima da hora galera conseguiu fazer o check-in, menos eu e um amigo que fomos obrigados a ficar em over-booking ( quando a companhia vende mais bilhetes do que o aviao tem lugar), eu nao precisava voltar pra Londres de imediato e agente sabia que quando ocorria over-booking rolava um reembolso e tal… opaa !! depois de meia hora fomos ver quais eram nossas opcoes com a companhia… no final a melhor das opcoes era ir pra Barcelona na mesma noite ficar la até o dia seguinte no final de tarde e voltar pra Londres, com hotel e comida pagos por eles e mais um reembolso, que superou em muito nossas expectativas … Na noite entao estavamos em terras catalanas !! Chegamos pelas 23hrs no hotel, tempo de tomar um banho e dar aquela voltinha básica na noite barcelonesa….

 Sábado :

 No sábado fiquei de guia turisitico, tinhamos umas 5 horas pra conhecer a city… fomos pra praia depois fomos subindo pela Sagrada Familia, onde tem uma catedral muito famosa que esta em eterna reforma… hehe… subindo mais chegamos ao Park Guell no topo da cidade, tem uma vista muito legal de Barcelona e é cheia de obras estruturais de Gaudi. De la saimos praticamente direto pro aeroporto, e enfim na noite chegamos em London !


 A viagem em um todo foi muito legal, mas nao só por estar entre amigos e conhecer lugares muito bonitos mas principalmente pela sensação de liberdade com a abertura a diferentes rumos que nossa viagem poderia levar…. Valeu galera na próxima agente se fala !!

divendres, 6 de maig de 2011

Newquay


Cidade no litoral oeste da inglaterra, lugar onde rolam as melhores ondas do país, é onde acontece o WQS.
A cidade gira em torno do surf. As crianças nas ruas me fizeram lembrar o filme Dogtown( que mostra o começo do estilo surf no skateboard).
Uma cena presenciada foi o grupo de crianças, algumas com uns 5 anos, com seus patinetes (ao inves de skates), pulando de uma rampa (feita de uns pedacos de madeira, coisa nao muito comum aqui na europa) do meio fio pra rua,
depois sairam dessa esquina, mas quando peguei o onibus pra ir ao centro, passei por uma pista de skate e la estavam eles todos no half-pipe (rampa de fazer manombra, metade de um circulo).
O tempo nao é dos melhores (ainda é reino-unido, nao se podia esperar outra coisa hehe), alguns dias de sol, mas a maioria nublados, e o mar frio, tem de entrar com long, se surfa, senao, 2 minutos com dentes trincados e volta pra areia hehe !!
Curiosidade: o filme "convenção das bruxas", onde uma bruxa transforma criançinhas em ratos, foi gravado em um grande hotel na costa de newquay !
beijos e abraços !! até a proxima !!

dimecres, 30 de març de 2011

Suiça e principais vilas!

Eae galera, depois de uma longa ausencia, estamos ae denovo ! Fiquei um tempo sem fazer viajens para lugares novos (fui pra roma e londres nesse meio tempo), mas agora, aproveitando esse momento de mudança, estou indo morar em londres em maio, parei de trabalhar em março, pra poder viajar em volta da suiça por 1 mes. Comprei um abonamento que me permite, no periodo de 1 mes, utilizar todos os meios de transporte publicos, como trem, onibus, e barco em alguns casos, em toda suiça.


Lausanne, apesar de ser a cidade mais proxima de genebra, nunca tinha estado la ( culpa dos preços de ticket de trem, que custavam a mesma coisa de uma passagem de aviao pra qualquer lugar da Europa). Cidade universitaria, se encontra na borda do Lac Leman, se voce estiver pensando em ir fazer turismo la, é melhor estar com uma boa condiçao fisica, hehe, porque ja na saida da estacao de trem, uma grande ladeira te chama pra ir pra vielle ville ( « vila velha » é o centro antigo da cidade), e nao para por ai, ou voce esta subindo ou descendo ladeiras, o tempo inteiro.Lausanne é mais conhecida como Vila Olimpica da Suiça, uma passagem quase obrigatoria é o musseum das Olimpiadas, que se encontra na beira do lago.Do lado de fora do musseum, os jardins sao cheios de esculturas rendendo homenagens ao esporte e aos esportistas, e defendendo causas, como a nao violencia. Para entrar no musseum o preço sai por uns 15 francos, vale a pena, tem alguns videos, conta a historia das olimpiadas, como a humanidade de maneira global participa a partir de 1930, a escencia e o ideal das olimpiadas, tem medalhas de todas as ediçoes, entre outros. Curiosidade, voce sabe porque o simbolo das olimpiadas é como é ? pois é, simples, 5 aneis = 5 continentes, e as cores, todas as bandeiras de naçoes no mundo tem ao menos 1 das 5 cores. Cidade com galera jovem e aparentemente saudavel, galera de bicicleta e patins nas ruas….


Montreux, continuando o lago Leman chegamos a Montreux, cidade conhecida pelo festival de jazz que rola no verao, que reune inumeros grandes artistas no periodo de 15 dias. Outro ponto turistico tambem obrigatorio é o Château de Chillon, é uma fortaleza de mais de 1000 anos, estrategicamente posicionada, fazia a conexao entre o norte e o sul da europa, era a entrada para os alpes suiços. Ja pertenceu a uma familia, mas na maior parte do tempo foi do Estado em poder, utilizada tambem como prisao, ficou realmente conhecida a partir de uma poesia feita sobre um de seus prisioneiros. A entrada é 12 francos, voce ira encontrar mobilias e a historia da fortaleza em seu interior, demora no minimo 1 hora para fazer o tour completo… detalhe interessante ( depende do ponto de vista hehe ) era como eles faziam as necessidade, no andar superior em uma das salas, tinha como um movel em madeira com um buraco, se voce olhar por esse buraco voce vai ver uma vala de uns 20 metros direto pro lago…resolvido problema. Montreux é muito bonita, pequena a beira do lago com os alpes justo em face, algo inusitado foi encontrar uma estatua do Fredie Mercuri na beira do lago, e como um dos pontos principais turisticos, tinham ateh flores embaixo da estatua, ele viveu bastante tempo na cidade, onde compos seus ultimos albuns, gostando do povo daquela cidade pela sua descrisao e gentileza…


Fribourg, outra cidade universitaria, muitos estudande vem da parte italiana da Suiça para estudar aqui ou em Lausanne. Cidade bilingue, se encontra entre a parte francesa e a alema, com 35 mil habitantes, 1/5 tendo alemao como principal idioma. A catedral da cidade tem uma localidade um pouco particular, é cercada por duas ruas, ao inves de ser no meio de uma praça ( como seria normal), faz parte de uma das passagens de Santiago da Compostela, voce pode fazer um carimbo na igreja, que comprova sua passagem por la, adeptos a pelegrinajem de Santiago da Compostela, tem como um passaporte que vao carimbando pelos pontos de seu caminho… a vielle ville da cidade fica na parte inferior mais proxima do rio que corta a cidade, ali na epoca habitavam os pobres, pois a luminosidade era pior por se econtrar como em um vale, mas com o passar do tempo o centro ficou mais valorizados e os pobres foram pras periferias… normal. Para sair da vielle ville que fica na parte inferior, voce pode ou subir pelas escadas (boa sorte), ou subir pelo teleferico, foi o que eu fiz hehe… curiosidade, o teleferico é movido pela energia que eles tiram da agua do esgoto, ponto negativo é que por causa disso no começo e no final tem um cheiro « agradavel » de fossa…. Cena alternativa bem desenvolvida em relaçao ao numero da populacao, quinta-feira fui numa festa de graça e com cerveja a 2 francos ateh meia noite, um sonho de genebra, que tem um problema atual com a falta de incentivo a cena alternativa local, mas isso é outro assunto….


Basel, cidade situada exatamente, na fronteira da Suiça com a Alemanha e a França, idioma principal é o alemao. Tive que passar por Basel porque me dizeram que estava rolando um carnaval por la entre o dia 14 e o 17 de março. Mas nao é apenas « um carnaval », é o maior carnaval da suiça, e o único carnaval protestante do mundo. Tudo na cidade estava fechado, o zoologico que é conhecido na suiça, era uma das unicas atracoes, fora o carnaval, que estavam abertas. Como eu nao me lembrava da ultima vez que tinha entrado em um zoo, entao passei 1 horinha passeando entre animais presos, apesar de nao ser deacordo com animais servindo de exibicao…. Voltando ao carnaval…. O registro mais antigo do carnaval de Basel data 1340, comemorado na semana apos a quarta feira de cinzas, no comeco servia para representar a dura caminhada de Jesus carregando o crusifixo, porem com o tempo as coisas foram mudando, entraram musicos, outros personagens, e o motivo que embalou o carnaval em outros tempos agora é outro… eles se organizam o ano inteiro por esses 3 dias, é um carnaval nao so da alegria, mas tambem da indagacao e liberdade de expressao, pois por meio de suas fantasias e seus mini carros alegoricos, manifestam suas discordancias com o sistema, exemplos : um carro alegorico com a caricatura dos conselheiros federais (presidentes suiços) com nariz de palhaços, ou ainda o Papa com uma venda nos olhos, entre outros…. Um dos personagem principais é o Waggis que representa cada bloco, ou fica vagando no meio da galera, eles peranbulam com um saco cheio de confeti, e se voce nao tiver um pingente (que se compra em uma lojinha ou na rua e serve para ajudar a manter o carnaval) que representa o carnaval de Basel, eles te enchem de confeti, mas por tudo, dentro da camisa, das calças, no cabelo, tudo … vi varias pessoas tomando o trote, eu por sorte nao tomei, hehe ! Nos carros alegoricos, eles distribuem doces pras crianças ( eu ganhei um, oo gurizinho hein hehe) e jogam laranja pra e na galera (se deu pra entender ) hehe ! Eles fazem o caminho na Vielle Ville, normalmente na frente vao tocadores de flauta, e atras os tambores, eles tambem vao entregando uma letra da musica, mas é tudo em alemao…. Sao por volta de 12 mil pessoas participando (trabalhando) no carnaval, e as ruas ficam estourando de gente, é muita gente pra tudo que é lado…um detalhe interessante, é que o carnaval começa as 4 horas da manha de segunda feira, e o pessoal fica acordado pra esperar, as lampadas e a musica criam um momento magicos para os ali presentes, e termina as 4 horas da manha de quinta feira, fazendo assim 72 horas de carnaval direto ( lojico que vao revezando…)…. Carnaval é cultura tambem……
Luzern, conhecida mais por sua ponte, a « Kapellbrücke », construida em 1330, teve que ser em parte reconstruida em 1994 apos um incendio. Com uma torre em uma de suas pontas, esta servia de prisao e sala de tortura, é o cenário mais fotografado da suiça. Na parte mais alta da vila voce encontrara o Leao de Luzern, um leao morrendo gigante esculpido em um rochedo, representando os mercenarios suiços que morreram a serviço do rei frances Louis XVI contra revolucionarios, em 1972, foram 850 mortes de jovens daquela regiao. Programa legal de se fazer, é o « cruzeiro » no lago « dos 4 cantoes », dura umas 2 horas e faz um belo tour no lago com paisagem dos alpes e pequenas vilas. O musseum de transporte é o maior da Suiça.


Zurich, maior cidade da suiça com entorno 1 milhao e 200 mil habitantes. Centro economico suiço, muitos pensam ser sua capital (Berne é a capital). A cidade tem mais de 1000 anos, fez parte ,como grande parte da suiça, da Reforma Protestante, sendo palco de repressoes causadas pela religiao. A catedral da cidade tem 2 torres, que foram edificadas em homenagem a 2 « pastores » que foram enforcados pela sua discordancia com a igreja catolica, vale a pena subir a catedral, tem uma bela vista 360° da cidade… com uma otima recepcao, aprendi algumas « curiosidades » sobre a suiça, como por exemplo, todos na cidade tem um refugio contra bomba no subsolo do seu predio ou em algum ponto cerca da sua residencia, e em caso de ataque, todas as igrejas das cidades tocam juntas e as pessoas tem que ir para seu refugio em 7 minutos, tambem que o serviço militar suiço é obrigatorio, e toda pessoa que serviu volta pra casa com sua arma e com uma muniçao que só pode ser aberta em caso de guerra. A Zurich tambem se encontra por exemplo a Universidade que Einstein estudou. Na vielle-ville é onde voce encontra a maioria dos pontos turisticos, como ruinas de banhos romanos datando mais de 2000 anos, e um lugar utilizado para afogar pessoas contrarias a reforma ( muito contraditorio, ja que estavam fazendo o mesmo que a inquisiçao, por isso logo a medida foi banida). A cidade junto com Genebra é voltada pro dinheiro, com inumeros bancos e pessoal só na « beca » total, terninho e gravata dos mais caros (marca chique nao é muito comigo… hehe). Como Genebra, que tem o Lake Parade, Zurich tem o Street Parade, que ocorre durante 1 dia entre as 2 primeiras semanas de agosto, chegou a juntar, na ultima ediçao, 650 mil pessoas, fazendo festa na rua atras de « trios eletricos », o carnaval de um dia…


Lenzerheide, passagem rapida para festa na quarta-feira, aparentemente única festa da semana devido ao seu tamanho, cidade gira em torno da montanha, no inverno estacao de esqui, e no verao caminhadas e mountain bike. Só se chega de onibus ou carro, fazendo o zig e zag classico das montanhas suiças. Me encontrei ao meio da galera que trabalhava na estacao de esqui, numa concentra pra festa, cerva, vinho e fondue arregadoo !! hehe !! Galera maioria alema e suiços… Depois rolo uma festa em um antigo cinema, 5 francos para entrar e nao se paga para deixar a veste, festa bombando em plena quarta-feira onde « judas perdeu as botas ».


Lugano, cidade situada na parte italiana da Suiça, o Ticino. Na minha opiniao, a mais bonita da Suiça, com montanhas saindo agresivamente de dentro do lago, cobertas de arvores e com clima mediterraneo. Se nao quiserem gastar dinheiro em estadia, recomendo o hostal Montarina, logo atras da estacao de trem, 27 francos por noite, porem quarto dividido com mais 14 pessoas…. Subir o teleferico do Monte Bré é um programa bem legal, melhor ainda se for no por do Sol, paguem só ida, la de cima em 15 minutos de caminhada chegasse em uma vila pequena e tradicional, no alto da montanha com um visual lindo do lago e das montanhas vizinhas chegando até a fronteira com a Italia, conservando uma arquitetura bastante particular, de la voce pode pegar um onibus até o centro da cidade. Em uma das noites, encontrei o centro alternativo de Lugano,chamado « il Molino », cerva a 3 francos, galera se divertindo, varios projetos, como cinema as quintas-feiras com documentarios. Pra se ter uma ideia do estilo do lugar, tinha uma bandeira do MST la dentro decorando o ambiente. Local auto sustentavel, 5 que trabalham no bar vivem no mesmo imovel, e outros varios sao voluntarios, clima no stress total… depois de la rolou uma noite com um rock instrumental bonnisimo ! Locarno é uma outro cidade do Ticino, que se encontra em um lago logo ao lado (repita 3x hehehe), mas bem menor, muito bonita porem nao se tinha muito o que fazer, para se ter uma ideia, perguntei no centro de informacao turistica o que fazer em um dia la e ela me mandou pra cidade ao lado que o visual era mais bonito (e é verdade) … hehehe ! mas valeu belas fotos !

É galera, eras isso ! Daqui a pouco estamos ae denovo ! Portugal ou Grecia vem ae ! Até a proxima !!

diumenge, 22 d’agost de 2010

Photo, photo!! - Sicilia






Sicilia !

Ae pessoal ! tamo na area denovo ! dessa vez pra relatar minhas pequenas ferias de verao, 1 semana em Sicilia. 7 dias de Sol e praia, algo que nao pode faltar no meu verão….
Porque Sicilia ?! Recebi uma proposta, em julho, pra passar alguns dias em Sicilia, e « voilá », praia, sol e mar, era o que eu estava precisando….
Sicilia é a « Bola que a bota da Italia chuta »,sul da Italia, é a maior ilha do mediterraneo, se localizando em seu centro. O clima agora no verao é extremamente seco, os 7 dias que passei nao vi uma nuvem sequer... chega a ficar 5 meses sem chuva… Ilha cheia de historia, devido a sua localizaçao estrategica, já fez parte da Grecia e da Tunisia. Adquirindo traços de suas culturas, a Sicilia tem varias peculiardades, em gastronomia e tradição.
Existem 2 aeroportos principais na ilha, um em Palermo (maior cidade, fica na costa oeste) e outro em Catania ( costa leste) que foi onde debarquei. Cheguei por volta das 17hrs… meu contato estava me esperando no aeroporto, fizemos um tour pela cidade, e descobri que o ventriloco é tradicional por lá, (historia do pinochio é italiana…), e tambem experimentei um prato tipico ( o primeiro de muitos ), o « arancino », é um salgado, com o formato da coxinha de galinha, mas o recheio é de arroz, beringela e outros legumes, salgado vegetariano (tem arancino com outros recheios tambem) , aprovado ! Por ser uma ilha, a gastronomia não possui muita carne vermelha, tem muito peixe, e pratos vegetarianos, mas algo interessante, é que a beringela e o queijo ricota sao os ingredientes mais utilizados em sua culinaria com certeza ! heeheh ! ( a opção normalmente era algo com ricota ou algo com beringela). Cidade bonita, bela arquitetura, ficamos até na noite pra tomarmos uns copos com o pessoal de lá, fomos em um bar com a terraza no deck na beira da praia de uma vila de pescadores, perfeito. Mas estava realmente cansado, entao fui durmir relativamente cedo, meia noite….
Dia seguinte, quinta-feira, fomos logo cedo pra praia, eramos 4, fomos a uma reserva natural, eram 2 praias, passamos a primeira que era mais farofada, e logo a segunda, mais escondida, era tranquilona… o resto da encosta era formada de pedras. Uma curiosidade, é que em toda a orla tem varias pequenas bolas de « palha », que sao na verdade, uma alga presente nessa parte do mediterraneo, que depois que ela se desfaz em pequenos fios, ela se emaranha com os outros « fios de alga » fazendo assim uma bola de fios emaranhados. Essa alga é um grande produtor de oxigenio, muito importante pra biodiversidade marinha local, sendo abrigo pra enumeras especies de peixes, é tambem um indicador biologico de poluiçao, sobrevivendo só em aguas verdadeiramente limpas.
Na noite fomos a uma outra praia, Siracusa, demos uma volta, cidade tipica com varias ruazinhas e ladeiras, tava rolando um teatrozinho com ventrilocos na principal praça… comemos algo (massa com um molho regional, tinha beringela hehe) em um restaurante na beira da praia, e fim de jornada.
Sexta-feira, dia começou cedo tambem, fomos fazer camping por 3 dias no ponto mais ao sul da ilha, em frente da Isola Delle Correnti, « Captain Camping », algo como 1 hora e meia de distancia em carro, da onde estavamos. No caminho paramos em Marzamemi, pra comer e conhecer a vila de pescadores famosa pelo atum e seus pratos, um centro muito bem conservado, arquitetura tipica, uma praça perto do mar, com varias ruas menores, na mesma noite voltamos pra fazer festa…. Chegando ao camping, era na beira da praia, a praia era praticamente do camping (todo mundo que tava na praia tinha a pulserinha do camping)… prainha mediana, com uma pequena ilha com um forte na frente, bela paisagem. Detalhe, a terra dessa pequena ilha é um pouco especial, de coloraçao amarelada, dizem que faz bem pra pele, entao galera toda vai la e se enche de barro, eu passei nos braços e é verdade que a pele fica mais lisa depois, mas nao por muito tempo tambem ehehe… o camping estava realmente cheio, achamos um lugar nas ultimas fileiras de barracas ( 1 minuto da praia hehehe), preço saiu como 15 euros por dia, eramos 3 pessoas em 2 barracas e tinha o carro tambem, preço razoavel. Na noite voltamos pra vila de pescadores que tinhamos passado no caminho, o centro antes vazio (detarde faz muito calor, o pessoal fica em casa fazendo a tal « ciesta » depois do almoço) agora estava cheio de pessoas, com 2 djs, e as ruazinhas estavam cheias de pequenos stands, comercio rolando solto pelo caminho, tem uns cambistas que usam até microfone pra vender seu produto, fazendo trocadilhos e nao parando de falar nem pra respirar, hehehe… cena engraçada.
Sábado, passamos o dia inteiro na praia do camping, a comida no camping era boa e muito barata, com 4 euros fazia uma bela refeiçao ! Na noite fomos a Ragusa, ficamos como 1 hora e 40 no carro, meio perdidos com o gps… mas chegamos no final, cidade linda já na recepçao, na entrada pra cidade voce tem um visual de toda vila, é uma montanha onde as casas se « amontuam », uma sobre a outra, com a fajada pra frente, mesma arquitetura tipica, visual até que deslumbrante. A cidade é cheia de ladeiras, escadarias e minusculas ruas. Uma peculiaridade da cidade é que em sua praça principal, que na verdade é uma ladeira, a igreja nao é de frente pra praça, ela faz um angulo de aproximadamente 45° com a praça, cidade muito bonita, mais no interior da ilha !
Domingo, dia de deixar o camping, arrumamos tudo logo cedo, e aproveitamos a manha na prainha ainda, na tarde fomos pra outra reserva natural, onde rolava uma desova de tartarugas, a praia tinha um forte na ponta e logo depois umas piscinas formadas pelas pedras. A praia estava meio estranha, por causa da corrente do mar, a orla estava cheia da tal alga, entao fomos pras piscinas de pedras na ponta ( como é dura essa vida…. Hehe) . No final de tarde, fomos pra Noto, outra bela cidade, lá compramos um ticket de turismo, 3 euros, tinha entrada pro teatro, sala dos espelhos e musseum da cidade incluidos. O teatro é pequeno, pra favorecer a acustica e tambem porque era para um publico selecionado, muito bem selecionado, como reis e personalidades de destaque, pra se ter uma ideia, nao tinha a tal tribuna real, o teatro inteiro era de tribunas reais… depois a sala dos espelhos, acolhia e ainda acolhe encontros formais, entre personalidades politicas, é uma sala onde tem 2 espelhos grandes virados um pro outro dando um efeito de profundidade infinita, detalhe pro teto todo pintado, fazendo a famosa decoracao falsa ( usado em todos os lugares por la) uma pintura que da o efeito 3D, se voce olhar rapido pensa que sao esculturas em alto relevo… e tb pras mulheres desenhadas que representam o fascismo, ja que a construcao foi feita no periodo facista…. Algo como 1925… o musseum nao tinha nada de mais, só uma caixa negra que voce colocava o olho e era cheia de espelhos por dentro, louco efeito visual, e logo o que pensei ? deve fica loco fazer uma foto com flash ae dentro, nao deu outra, um efeito particular…. Subimos na igreja tambem, visual bacana. Comemos uma pizza regional, e resolvemos ficar mais um pouco porque ia ter um show bem bacana na frente de uma escadaria gigante da igreja, galera encheu toda a escadaria, mais uma cena atipica.
Segunda-feira, pensamos e ir pra Palermo, uma das maiores cidades italianas, era preciso como 2 horas e meia de estrada, mas como tinhamos acordade tarde, ia ficar meio justo, entao resolvemos ir pra Taormina ! Talvez o lugar mais turistico da Sicilia, a praia é formada por uma pequena ilha cheia arvores, e atras é logo o morro q começa ( tem que desce uma escadaria pra chegar na praia). Pra subir realmente ao centro, ou voce pode pegar um onibus que sai direto do estacionamento, de graça, ou pode pagar por um bondinho que tambem sai do estacionamento,pois o centro é no alto da montanha, fomos de bondinho… la em cima ruas cheias de turistas, arquitetura tipica, conservada, tinha uma rua principal e varias escadarias que cruzavam, tentamos entrar no famoso teatro grego mas já estava fechado, deixamos para o proximo dia, na volta,já era noite e vimos um restaurante numa das escadarias paralelas e entramos, terrasa aberta com vista pra praia do alto da montanha, pizza 12 euros, po perfeito !
Terça-feira, de manha fomos ao tal teatro grego de Taormina, realmente outra visao impressionante, é um teatro feito no topo da montanha, o publico tem a visao do palco e logo atras ele ve as praias embaixo e o vulcao no fundo… muito bonito. Ha sim, me esqueci desse detalhe, Sicilia é uma ilha vulcanica, seu vulcão, chamado Etna, é o maior da Europa e um dos mais ativos do mundo. Várias cidades próximas utlizam sua pedra (que tem uma coloracao mais escura) nas construções, além de inúmeros souvenirs feitos com a mesma pedra negra. Esse eu creio ser o motivo do solo da ilha ser tão fértil. Devido ao calor intenso no verão, a vegetação é mais esparsa e rasteira, porem, nos vales e nas plantacoes o verde brilha de tao vivo, e são várias árvores diferentes nos vales…. (o « solo vulcanico » é muito fertil). Na sequencia fomos pra uma cachoeira, chamada de Gole d’ Alcantara, outra reserva natural, era uma queda d’agua de uns 20 metros, com um formato diferente de pedras, a agua era extremamente fria, e logo na queda d’agua era muito turistico tambem, mas andando como 8 minutos pra baixo no rio, jah dava pra ficar sem mais ninguem ! Na noite fomos pra uma pequena vila onde a galera que mora nas redondezas se encontra…Brucoli, tinha um castelo na beira da praia, e galera mais em bares e na rua, geral de chinelo e bermuda, ha sim, outro detalhe, os 7 dias que passei nao coloquei o tenis nem por 1 micro segundo, dia e noite sagradas havaianas no pé !
Curiosidades sobre Sicilia, o pessoal la tem fama de nao gostar de trabalhar, é…. mais conhecido como vagabundo hehe ! senti isso um pouco nos restaurantes… entao tem varias piadas ou ditados em relacao a isso, uma que me lembro agora faz parte dos 10 mandamentos : descansar de dia pra dormir denoite… hehe !! outra é em relaçao a mafia, pessoal se faz de cego , surdo e mudo, nao muito diferente das favelas no brasil… Na ilha tambem se fala um dialeto diferente que mistura um pouco o frances mas nao é simples de entender… pra estadia, existem os B&B ( bed & breakfest) q sao como 20 euros por pessoa e fica em um quarto pra voce, essa é a melhor opcao, no dia de taormina buscamos mas os B&B estavam todos lotados jah, prq era madrugada, entao ficamos em um hotel na praia, pagamos 50 euros pra 2 pessoas, tranquilo tambem…. Outras especiarias sicilianas são a Granita, uma especie de sorvete só que mais liquido, galera come com pão, e o Cannoli é um doce, experimentem de queijo ricota, eu « agaratium ».

Viajem e Férias terminadas mas muito bem aproveitadas !!

È stato un piacere ! A la prossima! Ciao!

dissabte, 17 de juliol de 2010